Reflexão de uma Quinta - Feira de Avaliações

Muitas vezes nos preocupamos em ser gentis e amigáveis mesmo que alguém tenha nos chateado, isso acontece porque a sociedade impõe que sejamos toleráveis e passamos por cima dos nossos sentimentos, fazer a social com  quem estão em nossa volta, é uma coisa ótima! aliás não precisamos ser mal educados com ninguém, mesmo que as vezes aquela pessoa que estamos convivendo não merece um dedinho da nossa atenção. Mas lembramos que a vida é preciso ser vivida e não suportada e não devemos impor sofrimento a ninguém, incluindo a nós mesmos, para agradar aos outros, ser prestativo é uma coisa ótima, mas tolerar e tentar agradar quem não merece o nosso zelo e atenção... tornando a desvalorização do seu "eu" isso é uma mutilação conosco mesmo.


No entanto, não devemos confundir gentileza com passividade, não devemos permitir que abusem da nossa boa vontade e passem por cima de nós porque somos bonzinhos e vamos aceitar e perdoar tudo. Colocar limites em nossa passividade, isso não quer dizer sair por aí dando patadas em todos, porque somos seres auto suficientes, porém acabar com a ideia que devemos colocar os outros em primeiro lugar.

 Se as pessoas dispusessem mais do seu tempo para agradar ao outro, para fazer o bem a humanidade, provavelmente o mundo seria um lugar bem menos hostil e viver seria muito mais leve. No entanto, devemos medir limites a nossas atitudes...  Avaliar as nossas atitudes e analisar quem devemos nos doar e perdoar seria a sua melhor forma.No entanto, acredito que Reflexionar as nossas atitudes  e entender que dias ruins qualquer um pode passar, mas tornar a falta de educação e a falta de respeita como justificativas para magoar o outro, isso não devemos tolerar. Não tolerar uma pessoa não quer dizer falta de respeito com ela e sim saber impor limites, distanciando de pessoas que não se encaixa e não se enquadra por algum motivo em sua vida...

 Não, somos obrigados a aguentar tudo na vida, paciência tem limites.Ninguém precisa sair pelo mundo se vingando, mas também ninguém deve ser obrigado a conviver e a ser gentil e a distribuir beijinhos e abraços  para quem nos provocou sofrimento e quem nos magoou gratuitamente. Ninguém é obrigada a conviver com ninguém, suportar pessoas não é um ato glorioso e nem do coração.

 Saiba extinguir aquilo que não tem valor e importância em sua vida. As amizades devem ser verdadeiras, errar com alguém qualquer um está sujeito, porém tornar o erro como consequência isso  não devemos tolerar. Não somos obrigados a conviver com amizades que roubam o nosso energia, que nos provoque dor e qualquer tipo de constrangimento. Não somos obrigados a agradar quem não se esforça minimamente para nos alegrar. Não somos obrigados a nos sacrificar por quem não dá a mínima por nossos sentimentos. Não somos obrigados a compreender e a demonstrar empatia por quem nos ofendeu.


Não quero tornar essa reflexão desprovida desacreditando em perdão e desculpas dadas, acredito firmemente no perdão. Acredito também que deve ser perdoado quem merece o perdão, quem deseja ser perdoado, quem demonstra arrependimento e vontade de dar um novo rumo  a relação. Pessoas estão errando e tornado as desculpas como uma ato  sem valor... Somos nós que sabemos o quanto aquela pessoa nos magoou, somos nós que sabemos o quanto aquela amizade verdadeira  e sincera já não cabe mais no contexto de nossa vida. Somos nós que podemos mensurar o peso de uma ofensa e a extensão de um estrago sofrido em nossa vida. 

 Nem sempre quem sorri aos quatro cantos do mundo possui boa índole e as pessoas que pouco sorriem não precisam ser maldosas. Se prestarmos atenção além do superficial, toda e qualquer pessoa tem muito a oferecer, assim como algumas tem a capacidade de nos diminuir além do que simplesmente aparentam.Como diz o ditado " Digas com quem andas que eu te direis quem tú és" Se existem pessoas que te carregam para baixo e te diminui, você se sentirá assim, entender que nem todos em sua volta querem realmente o seu bem e saber selecionar amizades não e nada fácil !..."Não tenha medo do inimigo que te ataca, mas sim do falso amigo que te abraça".

 Eu acredito firmemente que  existem muitas pessoas boas no mundo, porém eu também acredito que existem muitas pessoas pagando de boazinha e querendo o mal, saber distinguir que nem todos em sua volta é o seu amigo de verdade e as amizades verdadeira estão cada vez mais escassa. Renovar-se e se livrar do que não se encaixa mais em sua vida é um ato gentil consigo mesma. Ninguém precisa posar de bonzinho para se tornar uma pessoa boa, porque falar qualquer um fala, difícil é viver o que se diz.

Saibamos amar-se em primeiro lugar e não tolerar falta de respeito de ninguém. Saibamos desencaixar aquilo que não é mais útil em nossa vida, pois aquilo que é valioso fica e o que é desnecessário vai como sopro de vento! 

"Eu tenho amigos.Onde conto-os aos dedos. Mas guardo-os junto do peito! Eu sou amiga de pessoas que me guardam junto do peito, que me olha nos olhos e me faz acreditar. O amor é assim, às vezes faz doer, mas na vida não há nada que seja melhor do que um ombro amigo para nos apoiar. Obrigada a todos os meus amigos!!!"
                               Autora: a blogueira
 (Imagem de autoria livre)

Nenhum comentário:

Postar um comentário